Transparência

July 30, 2019

Tudo bom, car@ leitor@? Como vão as coisas aí desse lado?

 

Por aqui ainda estou em processo de retomada do ritmo de trabalho e ajuste de tempo entre a Singulari e meu pequeno ser humano. Nada fácil, confesso.

 

Durante a licença maternidade aproveitei para dar uma atualizada na leitura, e com a ajuda do irmão comecei a ler um livro sobre SCRUM (metodologia ágil) porque estamos tentando implantá-lo na Singulari. Ainda não acabei de ler o livro – quando terminar faço um post – mas um dos capítulos que li até agora fala muito sobre transparência dentro das empresas e suas equipes e como ela afeta o sucesso das organizações.

*este post pode causar desconforto em alguns leitores. A autora está ciente e é isso mesmo que ela quer.*

 

Quão transparente é a sua empresa, querid@ leitor@?

 

A título de alinhamento, quando falo de transparência me refiro a duas aplicações que considero serem as mais importantes: nos relacionamentos e na comunicação/disponibilização de informação.

 

 

 

De acordo com o autor do livro e cocriador da metodologia SCRUM, Jeff Sutherland, as equipes performam melhor e são mais felizes quando possuem autonomia, maestria e objetivo. Ou seja, quando são capazes de controlar o caminho que vão seguir para conseguir alcançar suas metas, sabendo exatamente quais são os pontos que podem potencializar os resultados e quais devem ser ajustados. Dentro da metodologia do SCRUM esses ajustes são possíveis através de reuniões diárias sobre os projetos e reuniões de revisão periódicas. São nesses momentos que a transparência nos relacionamentos se torna fundamental para o crescimento da equipe. Durante esses encontros são levantados todos os pontos que atrapalham/ajudam o andamento das atividades, e esses “pontos levantados” podem ser desde processos engatados até mesmo pessoas. Para Jeff, “é muito comum que não esteja claro no que cada um está trabalhando e como a atividade diária dos funcionários resulta em avanços nos objetivos da empresa”. O objetivo da transparência é o aprimoramento da equipe.

 

O outro ponto sobre transparência diz respeito a disponibilização das informações da empresa. Dados como faturamento, lucro, dívidas, ticket médio, número de clientes, salários e outras tantas informações que algumas empresas acabam por guardar para um pequeno grupo e não disponibilizar para todos. O autor do livro é bastante direto em dizer que “Se você não pode confiar nas pessoas que está contratando para subirem a bordo com você, então está contratando as pessoas erradas e estabeleceu um sistema na qual o fracasso já está incorporado.”

 

E agora eu te pergunto leitor@, como anda a transparência por aí?

 

TODOS os dados estão disponíveis e são de fácil acesso para TODOS os colaboradores? Se a resposta for não, me conta o porquê e vamos trocar essa ideia.

 

Até o próximo post.

 

Rebeca Casanova Nogueira

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

E se o novo normal for melhor?

May 4, 2020

1/7
Please reload

Posts Recentes

May 29, 2020

Please reload

Arquivo