‹script id="0800Eugenio" data-keyword="#singulari_consultoria_eugenio_singulari_teste" src="https://s3-sa-east-1.amazonaws.com/0800eugenio/widget/widget.js"› ‹/script›
top of page

Ano novo, prática velha?


O carnaval passou e isso quer dizer que o ano começou até mesmo para quem adia o início dos projetos para depois dessa festividade. E diferentemente do que havíamos pensado (ou desejado) ele não chegou trazendo tranquilidade.

2020 foi o grande susto, mudanças dramáticas no mundo e na nossa vida cotidiana. Quando 2021 chegou tínhamos a esperança de um ano diferente, mas ao contrário disso ele iniciou ainda mais catastrófico, em Manaus, especialmente. Tudo bem, em 2022 a vida volta “ao normal”. 2022 chegou e provou que o normal é algo radicalmente diferente de tudo que vivemos até 2019 (inclusive, saudades!)


O cenário que enfrentamos hoje é diferente dos dois anos anteriores graças ao avanço da ciência e consequente vacinação em massa. A mortalidade do vírus baixou vertiginosamente, mas nos dois primeiros meses do ano ainda precisamos lidar com a infecção em larga escala. Mais uma vez voltamos para o home office.


Tivemos dois anos para aprender a trabalhar de forma remota, fazer gestão de pessoas e projetos à distância. De adotar estratégias e ferramentas mais eficazes; adotar práticas do “futuro do trabalho” entendendo que esse futuro já chegou, mas a realidade é que muitos empreendedores têm a esperança de voltar a um cenário mais confortável e conhecido, muito mais parecido com 2019 do que 2022. A realidade é que aquele cenário não existe mais! E nunca mais vai existir. Os últimos anos nos ensinaram que a única constante é a mudança e que a velocidade da adaptação é fundamental para a sobrevivência.


Estamos em 2022 e a comunicação interna da sua empresa ainda é síncrona via Whats App? Você precisa estar presencialmente na empresa para fazer um trabalho que poderia ser feito de qualquer outro local? Quando você está fora da empresa é regularmente acessado em horários fora do seu expediente? Ou é surpreendido com reuniões repentinas? Seu trabalho é medido pelo número de horas trabalhadas ao invés de entregas realizadas? Se você respondeu sim para boa parte dessas perguntas, sinto dizer que você está mais perto do passado do que do presente ou futuro.


Está claro que o mundo mudou e a forma de trabalhar também precisa mudar! Seguimos vivendo períodos desafiadores e a forma de enfrentar esses desafios é buscar ferramentas atuais que se encaixem a um mundo novo.


Se você ainda torce o nariz para o que aponta “o futuro do trabalho” saiba que o que trouxe sua empresa até aqui não é o que vai levá-la ao futuro.




Comments


Posts Recentes
bottom of page