Diferença entre Coaching, Mentoring e Counselling

“Como manter o foco e o rumo, nesse cenário de muitas incertezas?” essa deve ser, provavelmente, a pergunta mais feita por profissionais de toda e qualquer área nesse momento.

Muitos já estavam com metas estabelecidas e caminhando para atingi-las, outros estavam se preparando para iniciar uma nova jornada, outros em fase de transição de uma jornada para outra. E, de repente, tudo pareceu ficar “on hold”. Como prosseguir? Devo prosseguir? Que caminhos tomar? São várias as dúvidas e questionamentos. Para isso existem diversos tipos de profissionais dedicados a colaborar na busca por novos caminhos e soluções.

Os três tipos de serviços mais conhecidos são: Coaching, Mentoring e Counselling. Contudo existe, ainda, confusão sobre quais as diferenças entre um e outro e a quem cada um se destina. O foco dos três é no desenvolvimento e crescimento dos profissionais auxiliados, o que os diferencia são as estratégias utilizadas para tanto e o tipo de relacionamento das partes envolvidas.

O Coaching é o processo mais conhecido, tendo se popularizado bastante nos últimos tempos. A dinâmica do coaching pressupõe duas partes envolvidas, o Coach (profissional/treinador) e o Coachee (cliente), o último pode ser um único indivíduo ou grupo. O coaching utiliza um conglomerado de conhecimentos de áreas diversas (Administração, PNL, Psicologia, Antropologia e outros) como forma de estruturar o caminho do coachee. Essa ferramenta é utilizada de maneira objetiva, possui início, meio e fim. As necessidades mais comuns aos que buscam o Coaching são: transição de carreira, promoção e atingimento de metas. O processo é destinado a auxiliar o cliente a sair do Ponto A e chegar no ponto B em determinado período. Importante salientar que apesar de ser um processo de aprendizado, o Coach não irá ensinar o Coachee, mas sim ajudar-lhe a aprender.

No processo de Mentoring, que também é conhecido como Mentoria, o que acontece é uma transmissão de conhecimento de alguém com mais experiencia em determinada área – Mentor – a outra com menos – Mentorado. Atente que estamos falando de mais ou menos experiencia, não idade. O que significa que pode sim acontecer do Mentor ser mais novo que o Mentorado. O grande foco é a contribuição que o Mentor com experiências e vivências adquiridas ao longo de sua carreira pode dar a carreira do mentorado. Sinalizando qual melhor caminho a seguir em determinada situação, ou mesmo quais são os possíveis resultados das decisões tomadas pelo aprendiz, uma vez que ele pode já ter passado por situação similar. Esse é o papel do Mentor, jogar luz as possibilidades. A tomada de decisão cabe, de fato, ao aprendiz. Algumas características são fundamentais para o desempenho efetivo do papel de Mentor: desejo de ajudar, boas experiencias, conhecimentos atualizados, capacidade de aprender, reputação impecável, tempo e energia.

Por fim o processo de Counselling se aproxima de um aconselhamento, comum nos âmbitos psicológicos e médicos. Como foca no presente e orienta para o futuro, hoje se estende para o aconselhamento de carreira e o financeiro. É recomendado em situações que o profissional necessite compreender as opções que possui frente a uma crise pessoal ou profissional, acontecendo de forma rápida e pontual.

Em suma, são ferramentas diferentes que atendem a um único objetivo: o desenvolvimento do ser humano. Resta a você escolher qual melhor atende as suas necessidades!

Abraços,

Rebeca Casanova Nogueira

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square

(92) 99966-9309 | (92) 99602-7419

  • Branco Facebook Ícone
  • Branco Twitter Ícone
  • Branca ícone do YouTube
  • Branca Ícone Instagram
Singulari Consultoria SS Ltda
CNPJ 15.691.528/0001-21
Avenida Ephigênio Salles, 1299