Profissional T-Shaped

September 17, 2019

 

Aqui na Singulari a gente tem conversado bastante sobre o perfil do profissional T, ou T-Shaped como é conhecido, um dos perfis mais procurados pelas empresas hoje no mercado de trabalho. Você sabe como é este perfil?

 

Já passamos por momentos em que ser especialista em uma área era o que mercado procurava, o que as empresas valorizavam. Em RH, por exemplo, as pessoas se especializavam em um dos subsistemas da área, como recrutamento e seleção ou departamento pessoal. Depois de um tempo este perfil começou a mudar e o mercado não queria mais especialistas, mas sim generalistas. Ou seja, pessoas que tivessem um conhecimento mais amplo. No exemplo do RH, os profissionais passaram a buscar atuação em todos subsistemas da área.

 

O perfil do profissional T oferece características de ambos perfis anteriores. O eixo vertical é o especialista e o eixo horizontal é o generalista. Este profissional consegue então unificar o conhecimento especializado com uma visão holística da sua área de atuação e do negócio como um todo.

 

Esta combinação de profundidade de conhecimento em uma área específica com aptidões generalistas lhe concedem uma multidisciplinaridade particular. Por isso este modelo de profissional vem sendo tão falado e discutido pelas empresas.

 

No mercado de hoje ter uma visão estratégica do negócio e entender o impacto que sua área pode gerar nas demais áreas ou na empresa de maneira geral é muito importante. Quando os profissionais possuem esta visão a discussão fica ainda mais rica e gera ainda mais possibilidades para o grupo.

 

A possibilidade de colaboração aumenta, pois o profissional possui mais input para contribuir com os outros. A capacidade criativa pode ser acelerada visto que ele enxerga além da sua atividade e possui mais estímulos externos. A comunicação se torna mais fluida, pois os colaboradores conseguem entender diferentes perspectivas. A troca de informações dentro da organização se torna mais fácil. O grupo consegue se adaptar às novas demandas sem grandes obstáculos. O profissional consegue realizar suas atividades tendo em vista o impacto delas na estratégia da empresa.

 

À essas características discutidas anteriormente unem-se as habilidades comportamentais – soft skills. Quando as pessoas falam do profissional T estão se referindo não somente às competências técnicas, mas também às comportamentais. Isso porque este profissional é visto como alguém que consegue transitar com facilidade, que tem bom relacionamento e que pode agregar à equipe de diferentes maneiras. É um profissional que se torna referência para os demais.

 

Mas o que a gente pode fazer para nos tornarmos um profissional T ou desenvolver esses profissionais em nossa equipe? Vamos falar um pouco mais sobre isso no meu próximo post, acompanhem! 😊

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

E se o novo normal for melhor?

May 4, 2020

1/7
Please reload

Posts Recentes

May 29, 2020

Please reload

Arquivo