Festival de Parintins: a preparação para encantar

June 27, 2019

Na semana passada fui a Parintins para realizar a segunda etapa do ciclo de palestras do projeto “Bem Receber” que realizamos junto com a Amazonastur. Nesta etapa foram 5 turmas, com cerca de 25 a 30 pessoas em cada uma delas, onde haviam tricicleiros, mototaxistas, artesãos, ambulantes, comerciantes, etc. O foco do projeto era capacitar esses profissionais para um melhor atendimento ao turista, principalmente durante o Festival de Parintins.

 

O Festival atrai turistas de Manaus, de outros locais do Brasil e do mundo todo. É uma das mais tradicionais festas populares. O encanto que essa festa causa nas pessoas é algo que surpreende, por isso tantos apaixonados pelo boi-bumbá.

 

Mas este encantamento não é gerado somente dentro da arena, durante as apresentações. Para que ele aconteça, o visitante precisa se sentir bem recebido em diferentes momentos e em diferentes lugares durante sua estadia na ilha. Por isso a importância de capacitar os profissionais que trabalham com atendimento ao turista.

 

Um dos focos do workshop foi mostrar e reforçar para os profissionais a importância dos detalhes no processo de atendimento. Não há na verdade uma “fórmula mágica” para atender bem. O que há é o cuidado com os detalhes, o envolvimento e a dedicação do profissional. Além disso, é importante que o propósito do que ele faz esteja claro para ele, que ele saiba qual a missão dele na sua prestação de serviço. Isso vai ajudá-lo a definir o que é fundamental para o seu atendimento e o que precisa evitar. Cada profissional, dependendo do seu ramo de atuação e da sua própria missão, possui critérios que irão garantir a melhor execução de seu serviço, fazendo com que consigam encantar seu cliente.

 

Isso acontece no atendimento ao cliente fora da arena, mas também dentro da arena. Ou seja, o encantamento do visitante perpassa por essa atenção e cuidado com os detalhes, pelo envolvimento e dedicação de todos que participam e fazem a festa acontecer.

 

Pude perceber isso também nos próprios ensaios dos bois-bumbás. Uma semana antes do espetáculo “valendo”, eles fazem praticamente um espetáculo a cada ensaio. É possível ver a preocupação de cada um dos participantes para que tudo ocorra bem. Eles sabem que isso vai fazer com que eles consigam encantar o visitante, o jurado e toda população que acompanha, participa e se emociona a cada ano durante os três dias de festival.

 

Eu posso dizer que já me encantei pelos bastidores dessa “Ilha da magia” e amanhã estou indo novamente para lá para conferir tudo isso e prestigiar mais uma vez esse espetáculo.

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

E se o novo normal for melhor?

May 4, 2020

1/7
Please reload

Posts Recentes

May 29, 2020

Please reload

Arquivo
Please reload

Procurar por tags