Gestão do tempo

July 18, 2018

   É car@ leitor(a), pode até parecer que não, mas já passamos da metade do ano! Uns se assustam com a rapidez, outros reclamam da demora. Independente do grupo que pertença, esse é sempre um momento importante para fazer uma nova parada e avaliar as metas e planos estabelecidos no início do ano. Nesse post aqui "E o que você fez?" compartilhei algumas perguntas para refletirmos o 2017 e nos prepararmos para o 2018.

  Aos que estão conseguindo cumprir com todas as suas metas e atividades propostas, eu os parabenizo! Pois imagino o quanto de esforço e dedicação é necessário para isso. Aos que estão tendo alguma dificuldade para manter o planejamento em curso (me incluo nesse grupo), não criemos pânico! Imagino também o esforço de vocês de conseguir acrescentar mais algumas horas no dia para conseguir dar conta de tudo.

   Pensando nisso, resolvi compartilhar uma ferramenta de gerenciamento de tempo que nos ajuda a identificar o que está, possivelmente, nos atrapalhando ou sugando o nosso preciosíssimo e sagrado tempo.

   A ferramenta consiste de duas etapas, na 1ª você vai identificar quais são os seus desperdiçadores de tempo, selecione tantos quanto fizerem sentido para você.

 

 PLANEJAMENTO

[ ] Falta de metas escritas com os respectivos prazos.

[ ] Indecisão – coleta interminável de informações.

[ ] Decisões instintivas – baseadas em fatos insuficientes.

[ ] Tentar fazer demais – resistência à priorização.

[ ] Não desmembrar as prioridades em etapas administráveis.

[ ] Falta de um plano de atividades específico para cumprir as metas.

[ ] Falta de prioridades diárias, de modo que você não sabe o que fazer primeiro.

[ ] Prioridades mudando, de modo que você pula de um trabalho para o outro.

[ ] Gerências de crises, por não ter planejado o que pudesse sair errado.

[ ] Falta de pontos de controle escritos, com datas para verificar o progresso.

[ ] Estimativas de tempo irrealistas.

[ ] Falta de um plano específico para reuniões.

[ ] Falta de um plano específico para o uso do tempo em viagem.

 

ORGANIZAÇÃO E ADMINISTRAÇÃO DE SI MESMO

[ ] Desorganização pessoal / mesa atulhada.

[ ] Tempo perdido procurando coisas / sistema de arquivo inadequado.

[ ] Procrastinação.

[ ] Falta de autodisciplina para continuar fazendo o que é prioridade até terminar.

[ ] Deixar trabalhos inacabados.

[ ] Sociabilidade interferindo com as prioridades, ou conversas inúteis.

[ ] Incapacidade de dizer não.

[ ] Tentar fazer demais sozinho – recusar ajuda ou a pedir ajuda quando for necessário.

[ ] Perfeccionismo ou excesso de zelo em relação a detalhes.

[ ] Não prestar atenção / não fazer anotações.

[ ] Indiferença / falta de motivação.

[ ] Atrasos / absenteísmo.

[ ] Pressa / impaciência.

[ ] Whatsapp.

[ ] E-mails.

[ ] Redes sociais.

 ORGANIZAÇÃO E ADMINISTRAÇÃO DO SEU AMBIENTE

[ ] Interrupções por telefone.

[ ] Visitantes inesperados.

[ ] Ruído ou distrações individuais.

[ ] Papelada / burocracia.

[ ] Reuniões.

[ ] Responsabilidade ou autoridade indefinidas.

[ ] Duplicação de esforços.

[ ] Chefes múltiplos.

[ ] Informações sobre instruções ou feedback incompletas, pouco claras ou atrasadas.

[ ] Falta de treinamento – tempo perdido porque você não sabe como fazer.

[ ] Excesso de controle – não é possível prosseguir, apesar de saber o que fazer.

[ ] Equipamentos ou instalações inadequadas.

 

Na 2ª etapa você vai criar um plano de ação para eliminar/minimizar esses desperdiçadores. Seja realista com seus prazos. Utilize os recursos disponíveis para lhe ajudar nesse processo, e por recursos eu quero dizer: ferramentas, aplicativos, pessoas e o que mais você achar no caminho. só não tenha receio de pedir ajuda.

 

 

Ferramenta em mãos! Agora é colocar em prática. Depois de usar, me conta como foi.

 

Rebeca Casanova Nogueira

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

Ser Solidário – O lado bom da dificuldade, se houver…

December 19, 2018

1/6
Please reload

Posts Recentes

October 15, 2019

September 17, 2019